Ouça agora na Rádio

N Notícia

Caixas de leite ajudam a aquecer casas de famílias no inverno no RS

Caixas de leite ajudam a aquecer casas de famílias no inverno no RS

Ideia é de pesquisadora de Passo Fundo, no Norte do estado. Material é pregado com grampos nas paredes das residências.

Com o frio que faz no inverno no Rio Grande do Sul, a ideia de uma pesquisadora de Passo Fundo, cidade do Norte do estado, tem ajudado famílias a se aquecerem dentro de casa. Depois que se aposentou, a professora de química Maria Camozato passou a transformar caixas de leite em uma arma contra as baixas temperaturas.

A solução caseira de Maria, barata e eficiente, já foi utilizada por mais de 150 famílias em todo o estado. O material é pregado com grampeador nas paredes das residências que têm frestas e pouca proteção contra o vento gelado que vem da rua.

"Ela tem seis camadas. Dessas seis camadas, quatro são de plástico que evitam a água da chuva, e a outra é de alumínio. O alumínio é um excelente isolante térmico, reflete o calor. Então, no inverno, mantém a casa quentinha e, no verão, fresquinha", explica a pesquisadora sobre as caixas de leite, que também auxiliam a minimizar as altas temperaturas quando faz calor.

Com as caixas de leite limpas, é preciso abrir as quatro abas delas. Depois, recortar com tesoura na parte inferior e na superior. Em seguida, é preciso recortar na emenda que tem na parte de trás. Abrindo toda a caixinha, está feita a matéria-prima.

"Colocamos todas as caixas no mesmo sentido, para a água da chuva correr. Senão a água da chuva entra e danifica o papelão das embalagens", explica Maria. "Outra coisa muito importante é que a gente consegue evitar a entrada de insetos. Entao você higieniza a casa. Ela fica clara, fica limpa (...) No clima quente dá para fazer o forro. Você consegue baixar a tempratura em ate oito graus", acrescenta.

A ideia é levada adiante pela ONG Brasil Sem Frestas. Em Porto Alegre, por exemplo, a técnica é dividida com outros parceiros. "Vamos trabalhar com a Ilha dos Marinheiros e Ilha das Flores. É o nosso projeto este ano", destaca Maurin da Silva, presidente do Rotary Integração.

Para colaborar com doações de caixinhas em Porto Alegre, basta levar o material até a Rua Paraná, número 2435, bairro Navegantesm na Zona Norte.

G1 Rio Grande do Sul