Ouça agora na Rádio

N Notícia

Polícia Civil deflagra operação contra furto de gado no estado

FOTO: © Divulgação Polícia Civil

Polícia Civil deflagra operação contra furto de gado no estado

Mais de 2,5 toneladas de carne imprópria para o consumo foram apreendidas

A Força Tarefa de Combate ao Abigeato da Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quarta-feira (14), a Operação Cooptare, com o objetivo de combater o crime de abigeato em todo o estado do Rio Grande do Sul. Foram cumpridas 48 ordens judiciais (17 mandados de prisão preventiva, 10 de busca e apreensão e outras 21 medidas judiciais relacionadas à movimentação financeira e fiscal, inclusive com bloqueio das movimentações financeiras) em 13 municípios, simultaneamente. Na ação, 17 pessoas foram presas e cinco veículos, seis armas, R$ 12 mil e mais de 2,5 toneladas de carne imprópria para o consumo foram apreendidos. As informações são do GOV do RS.

As investigações começaram em agosto de 2016, em função da ramificação de uma organização criminosa que atuava em todo o Rio Grande do Sul, levando animais bovinos em cargas de caminhões. Segundo o delegado Adriano Linhares, "a organização criminosa também atuava na modalidade de estelionato, quando comprava animais pagando com cheques sem provimento de fundos, agindo no estado e em Santa Catarina".

No curso das investigações pela força tarefa foram apreendidos quatro caminhões objetos de furto/roubo, três deles clonados, e dois caminhões carregados com animais subtraídos, somando 51 reses. "Foram realizadas 10 prisões em flagrante, cumpridos 28 mandados de prisão preventiva e nove inquéritos policiais conclusos", acrescentou o delegado.

O nome da operação foi escolhido em razão da organização que aliciava e/ou cooptava empregados de fazendas para subtraírem os animais e venderem aos infratores por preços irrisórios, chegando a pagar 20% do valor de mercado.

As cidades onde foram cumpridas as medidas judicais são Arroio dos Ratos, Bom Retiro do Sul, Camaquã, Canoas, Dom Pedrito, Júlio de Castilhos, Palmeira das Missões, Paraí, Progresso, Quaraí, Santa Maria, Santana do Livramento e Venâncio Aires.


Texto: Jorge Felipe e Larissa Marafiga/Ascom Polícia Civil
Edição: Denise Camargo/Secom 

FONTE: Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Link Notícia