Ouça agora na Rádio

N Notícia

Paleontólogos desenterraram dinossauro do tamanho de avião comercial na Argentina

FOTO: © Foto: Museo Paleontologico Egidio Fergulio / D. Pol

Paleontólogos desenterraram dinossauro do tamanho de avião comercial na Argentina

Paleontólogos encontraram na Argentina os fósseis de um dinossauro herbívoro.

O achado tem seis metros de altura, 35 metros de comprimento e pesa 61 toneladas, o que faz dele um dos maiores animais terrestres na história da Terra, diz o artigo, publicado na revista Proceedings of the Royal Society B. As informações são da SPUTNIK NEWS BRASIL.

De acordo com os cientistas, o dinossauro encontrado, que recebeu o nome de Patagotitan mayorum, pertence à classe dos Titanossauros, ou seja, à família das maiores criaturas que habitaram a Terra.

A família titanossaura é considerada "lixeira" entre os dinossauros herbívoros gigantes, pois a esta classe cientistas atribuem todos os fósseis encontrados que não correspondem a outras espécies.

Os restos da maioria dos Titanossauros, inclusive os Argentinossauros gigantescos, com 35 metros de comprimento e peso entre 55 e 90 toneladas, foram encontrados na Patagônia — província no sul da Argentina, onde havia condições climáticas favoráveis de vida para eles no passado.

 Diego Pol do Museu Paleontológico Egidio Feruglio (Argentina) e seus colegas descobriram mais um Titanossauro que, segundo eles, pode ser o maior animal já encontrado na Terra.

"Se colocar um Patagotitan e um Tiranossauro, o último pareceria um anão", conta o autor do artigo.

Durante as escavações, os paleontólogos encontraram fósseis de seis Titanossauros, que teriam morrido por causa de uma inundação ou desabamento.

Cientistas desenterrando Patagotitan de rochas do período Cretáceo
Cientistas desenterrando Patagotitan de rochas do período Cretáceo

Graças a isso, os fósseis dos répteis gigantescos foram encontrados em ótimas condições, o que permitiu aos especialistas avaliar com precisão a massa, altura e comprimento destes e compreender que eles pertencem a novos representantes da família, e não a Argentinossauros ou Titanossauros.

De acordo com os cientistas, o recente achado dificultou ainda mais o enigma do nascimento dos Titanossauros, pois a massa destes veio a ser muito menor à dos Patagotitan.

FONTE: SPUTNIK NEWS BRASIL
Link Notícia