Ouça agora na Rádio

N Notícia

Bomba nuclear não é única arma mortal da Coreia do Norte

FOTO: © Sputnik/ Ilia Pitalev

Bomba nuclear não é única arma mortal da Coreia do Norte

Nos últimos meses, a Coreia do Norte tem mostrado ao mundo seu potencial através de uma série de testes de mísseis e armas nucleares. No entanto, Pyongyang tem outras armas poderosas "esquecidas por todos", que "quase de certeza" serão usadas se uma guerra for desencadeada.

As informações são da Sputnik News. No artigo do analista Kyle Mizokami para a revista norte-americana The National Interest trata-se de produtos químicos que, de acordo com Mizokami, Pyongyang não hesitará em usar para criar todos os tipos de armas, incluindo substâncias para controlo de tumultos e até gases letais. O analista disse que a Coreia do Norte usará produtos químicos para "criar uma vantagem tática local na frente" e neutralizar algumas ameaças às suas forças, tais como a aviação. 

 

O autor observa que os "prodigiosos" mísseis e artilharia do país liderado por Kim Jong-un permitiriam realizar ataques químicos contra a Coreia do Sul "da Zona Desmilitarizada a Busan". Além disso, alertando sobre o "grande número" dos sistemas de lançamento de mísseis da Coreia do Norte, Mizokami acredita que seria "impossível" eliminar a ameaça química durante o tempo de guerra. 

O autor afirma que os militares norte-coreanos realizam "regularmente" exercícios relacionadas com ataques químicos, enquanto o país produz equipamento de proteção e sistemas de deteção. O especialista destaca que, em primeiro lugar, essas armas seriam usadas para eliminar as forças de defesa dos inimigos do país, acrescentando que Pyongyang poderia, assim, derrotar o exército dos EUA e Coreia do Sul.

 

Entre os alvos mais prováveis de um ataque, de acordo com o analista, estão as forças sul-coreanas estacionadas ao longo das fronteiras entre os dois países, portos e bases aéreas de Seul e Washington. Ele também não descarta a possibilidade de a Coreia do Norte usar armas químicas contra civis.

As tensões em torno das atividades da Coreia do Norte aumentaram drasticamente nos últimos meses, depois que Pyongyang realizou vários testes nucleares e lançamentos de mísseis balísticos, violando as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

A Coreia do Norte declarou-se uma potência nuclear em 2005. Os Estados Unidos, Japão e a Coreia do Sul, bem como a Rússia e a China, participaram em negociações com Pyongyang sobre a desnuclearização da península coreana entre 2003 e 2009, quando a Coreia do Norte se retirou das conversações.

FONTE: Sputnik News
Link Notícia