Ouça agora na Rádio

N Notícia

Quer perder peso? Evite comer em restaurantes, diz estudo

Quer perder peso? Evite comer em restaurantes, diz estudo

Um estudo americano mostrou que comer fora aumenta o risco de uma pessoa sabotar a dieta

Quer perder peso e não consegue? Pare de comer fora. Um estudo com duração de um ano apresentado durante o American Heart Association, descobriu que as pessoas têm 60% de chance de sair da dieta quando estão em restaurantes ou na presença de várias pessoas.

“Você pode pensar que todo mundo sabe que ao comer fora existe um maior risco, mas alguns entram nesses ambientes tóxicos e esquecem”, disse Lora Burke, principal autora do estudo e professora de enfermagem na Universidade de Pittsburgh, à revista americana Time. 

Monitoramento por aplicativo

Com a ajuda de um aplicativo, os pesquisadores analisaram a relação entrealimentos tentadores e o comportamento que eles despertam nas pessoas. Eles acompanharam 150 pessoas acima do peso que tentavam manter alguma rotina de dieta. Os participantes, cuja maioria eram mulheres, entravam no aplicativo cinco vezes por dia para avisar onde e com quem estavam, e se haviam escapado da dieta (ou ficaram tentados a fazê-lo). Além disso, eram recomendados a compartilhar quais alimentos e porções comiam, mesmo sabendo que eram inconsistentes com o plano alimentar que seguiam.

Os resultados mostraram que, além da maior parte das recaídas acontecerem em bares ou restaurantes, os participantes sentiam menos vontade de sair da dieta quando comiam em casa ou no trabalho, por exemplo, e um desejo ainda menor quando estavam no carro ou na casa de amigos e parentes. Esses locais representaram uma chance de 30% e 40%, respectivamente.

Comer em casa também pode ser uma armadilha

Os autores acreditam que as pessoas enxergam o fato de “comer fora” como uma desculpa para quebrar a dieta. “Lembramos que não é apenas uma dieta, mas sim um estilo de vida que é preciso seguir”, explicou Lora. No entanto, comer em casa com mais frequência não é uma solução tão simples. Apesar de ser um lugar mais seguro contra tentações, quando elas aparecem, as pessoas tendem a desistir com mais facilidade. Quando surgiram oportunidades, as pessoas cederam às vontades 65% das vezes. Mesmo quando estavam sozinhas.

Aplicativo amigo

A boa notícia é que esses dados podem ser utilizados em um possível tratamento. Lora diz que ainda não existem aplicativos desse tipo, que coletem e sintetizem informações, para o público geral, mas uma ferramenta desta poderia ser valiosa para ajudar as pessoas a entenderem seus padrões e fraquezas, e reeducá-los. “Podemos ir até cada indivíduo e dizer: ‘essas são as situações de alto risco nas quais você tem maior vulnerabilidade, então você precisa ficar atento e estabelecer estratégias’. Podemos até mesmo intervir e enviar notificações para lembrá-los quando preciso.”, disse Lora.

A pesquisadora acrescentou ainda a importância da medição em tempo real, em que pesquisadores e médicos terão dados mais detalhados e precisos. “Desta forma, podemos ‘estar lá’ quando as pessoas estiverem enfrentando a perda de peso, seus desafios e descobrir exatamente o que estão sentindo e quando”.

VEJA